terça-feira, março 03, 2009

O Cordão das Personalidades

As Escolas de Samba ainda não conseguiram resolver o difícil problema de colocação de personalidades na Avenida.

São empresários e políticos que ajudam nos projetos sociais; artistas e atletas que geram espaços na mídia; figuras de projeção na comunidade e outros mais, acompanhados de parentes que torcem pela Escola desde criancinhas.

São sambeiros como eu, que não levam o menor jeito para usar uma fantasia, muito menos desfilar no alto de uma alegoria. E todos, sem exceção, fazem questão de estar ali, participando do esforço comum. E, a cada ano, surgem em maior número em todas - ou quase todas - as agremiações dos Grupos Especial e de Acesso A.

São aqueles desajeitados que usam roupas de diretores, poluindo a entrada e as laterais do desfile, além de formar o cordão de encerramento. Somados são centenas, formando um bloco equivalente a duas, três ou quatro alas!

Nesse ano, muitos foram barrados pelo pelotão de seguranças da pista, que os empurrava para a frente, evitando que atrapalhassem a evolução das comissões de frente e de casais de mestres-salas e porta-bandeiras.

Assisti  a cenas de indignação, de figurões que se sentiram usados ao longo do ano e na hora do desfile foram descartados. Vários protestaram e não deixam de ter a sua razão; as Escolas, por sua vez, também não podem se descuidar, pois os julgadores tem-se mostrado atentos aos menores deslizes.

É uma das questões mais delicadas a serem debatidas interna e externamente, em plenário, até o próximo Carnaval. Os vídeos mostrarão o problema numa escala muito maior do que nossos olhos conseguem perceber durante os desfiles.

Não creio, porém, que as recomendações feitas pelo Regulamento (Art. 27, item XIII: desfilar com o máximo de 250 componentes de Diretoria e apoios, com exceção dos empurradores de alegorias) consigam resolver a questão - que se consolida como um grande desafio à inteligência e ao bom-senso dos dirigentes. E, por que não dizer, à compreensão das próprias personalidades.

2 comentários:

Alexandre Salvador disse...

Olha só quem está de volta ! Salve o Mestre Cláudio Vieira ! O homem que está dando sorte à Portela! Vá preparando mais Enredos que já já a Águia leva o caneco! Como é bom voltar a ler seus escritos, Mestre Cláudio!

Borelli disse...

Finalmente...Mas também de quem vém...Cláudio Vieira...Sempre comento sobre esse cordão das personalidades...Os gringos, os artistas, etc...a festa é para todos...mas acho q deveria tb acabar com as alas comerciais...sei q isso q tras o dinheiro...mas vai chegar uma hora q vai acabar o espetáculo!